Mais um sonho louco da mamãe:
Desta vez, sonhei que a Gabi colocava a mãozinha para fora da minha barriga (que por sinal tinha uma elasticidade incrível, já que a pele não rompeu). Podíamos pegar em sua mão e sentir seus dedinhos.

Em outro sonho, ela colocava a boquinha para fora e sugava o meu dedo, como se quisesse mamar. Estava treinando a sucção… rs

Como sonhos loucos é coisa de família, Driquinha também teve um:
Ela sonhou com as primeiras palavras que a Naná disse: “mais ou menos” e “princesa”.

Rs… “princesa” a gente até entenderia, porque todo mundo fica repetindo isso para ela. Mas “mais ou menos”, é muita indecisão para um bebê, né? Hehe

Beijos,
Lelê

Anúncios

Eu e meus sonhos bizarros… hehehe

Esta semana tive mais um desses sonhos sem noção. Lá estava eu acordando quando, de repente, olhava para a minha barriga e eis que a tal da linha nigra (aquela linha escura que costuma aparecer na barriga de algumas gestantes) tinha aparecido.

A grande comédia é que de nigra ela não tinha nada. Era branca brilhante. rs
Fala sério, só a Gabizinha para deixar meu ventre iluminado assim!!

Mas por enquanto ainda não tive nem sinal dessa tal linha. Lembro-me que a Dri, quando esperava a Naná, estava louca para ela aparecer e ela surgiu.  Apesar de que já ouvi falar que as loiras têm menos tendência a tê-las.

Beijos,
Lelê

Calma! Este foi apenas mais um dos meus sonhos loucos.

Lá estava eu sentada em uma maca. Dois médicos desconhecidos estavam ao meu lado.
Cadê meu marido? Cadê a Dra. Érika? Nenhum dos dois estava presente. Ai meu Deus!!!!
Mas o médico me acalmava e dizia que eu já estava com 4 dedos de dilatação. Agora faltava pouco para o meu filho nascer. Em breve ele me daria a anestesia.

De repente, fui surpreendida por uma sensação muito estranha, porém emocionante: meu corpo começou a fazer uma série de contrações e movimentos de expulsão. Eu não tinha como controlar meus movimentos. Acho que era a tal da natureza tomando conta de mim (coisa que li na descrição do parto da Carô).

Não tive medo, senti-me muito poderosa e feliz. Era uma sensação deliciosa, em poucos minutos meu filho estaria no meu colo. Dor? Acho que sentia alguma coisa, mas estava tão envolvida no trabalho de parto e no que tinha que ser feito que não ligava para ela.

Mas antes do bebê nascer, acordei para o meu xixi das 3 horas da manhã. Fiquei triste porque não deu tempo de ver o rostinho dele. Mas ainda sentia aquela sensação de felicidade do sonho.

Beijocas,
Lelê

Assim como a Dri, eu costumo ter uns sonhos muito loucos, sem nenhum sentido. E, para completar, já li que grávida tem sonhos mais malucos ainda… Pois bem, eles já começaram.

Esta semana acordei rindo. No sonho eu havia acordado um dia, olhado para a minha barriga e tomado o maior susto. Apesar de não estar tão grandinha, meu umbigo já tinha esticado tudo e sumido do mapa. Apesar de assustada fiquei super feliz e comecei a mostrar meu novo umbigo (ou a ausência dele) toda orgulhosa para todo mundo!

Vai entender… rs

Bejocas,
Lelê

Princesa Nayara

Princesa Nayara

Ontem tive um sonho muito gostoso:

Eu já estava com meu bebê nos braços (confesso que não sei qual era o sexo dele), e nos encontramos com a priminha Naná.
O encontro deles foi muito lindo. Eles ficaram enlouquecidos um com o outro, riram bastante e queriam se abraçar (dois bebezinhos, veja só).
Acordei toda feliz! É verdade, quero muito que os dois possam ser grandes amigos, assim como sou da Driquinha. E, com apenas 11 meses de diferença, isso não será nada difícil.

Amo vocês Dri, Andy e Naná!!!!

Beijos,
Lelê